quinta-feira, 8 de março de 2012

Seu quebra - cabeça

E eu cheguei um dia a acreditar que era pra sempre, Mas o pra sempre sempre acaba???
Sim, uma pergunta, por que a afirmativa é muito dura, muito definitiva, muito triste...
E a tristeza não passa de uma escolha, muitas vezes inevitável, mas sempre uma escolha...
Você escolhe sofrer e esperar a dor passar, você escolhe seguir em frente e desistir de tudo que um dia foi importante ou você escolhe permanecer ali e tentar fazer as coisas darem certo, até que desistir se torne uma escolha inevitável...
As pessoas escolhem isto de maneiras diferentes, em momentos diferentes e acabam denominando e encarando de formas diferentes também...
Alguns chamam de amor próprio quando decidimos não chorar e não tentar mais uma vez, outros chamam de foi melhor assim, ou ele(a) não me merecia, e essas pessoas tem que ser fortes, pois abrir mão do que se sente, mesmo que seja inevitável, é dolorido...
Dizer em alto e bom som que acabou e mesmo que o amor não tenha acabado, ele vai acabar, você vai encontrar alguém melhor e tudo vai ficar bem...
Você tem que ter muita coragem pra acreditar nisto... Infelizmente nem todos temos esta coragem...
Nem todos conseguem olhar para tudo que viveram e simplesmente deixar para trás...
E por mais inevitável que o fim pareça, existem pessoas que continuam ali, amando e desejando com todas as forças ser amado de volta, desejando que todos os problemas desapareçam, que os sorrisos voltem, que as lagrimas sequem, que o amor de certo, pelo menos desta vez...
E sentem como se tivessem no peito um coração feito quebra cabeça, em que a pessoa amada monta e desmonta quando quer e sempre que não quer, leva uma peça consigo, para que ninguém o consiga montar com perfeição...
E essas pessoas simplesmente não esperam que o seu coração seja quebrado novamente, mas sim que a peça volte e que ele se monte com perfeição... Por que, por mais que não dure pra sempre, dura um tempo e ter o coração partido repetidas vezes é melhor do que sobreviver com uma peça a menos!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário